Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2007

Eu Confesso! - A Caricatura

Uma das muitas aulas de Análise Matemática...
 
Os mesmos exercícios do costume, a barulheira habitual e para variar uma professora que deixava algo a desejar.
 
Eu cá já tinha acabado de resolver o exercício proposto, a minha colega também... resolvemos então dar à nossa criatividade e começar a desenhar num pedaço de papel. Tudo começou com um pequeno rectângulo a servir de tronco e duas linhas paralelas oblíquas, uma de cada lado, tentando representar os braços! É então que olhamos melhor para a nossa professora, que estava bem em frente a nós tentando explicar (diga-se sem grande sucesso) alguma dúvida que havia surgido entretanto... o nosso desenho começava a parecer-se com a senhora.
 
Quando a inspiração surge, não devemos contrariar e continuámos então a completar e acrescentar pormenores, agora que já sabíamos onde a nossa criação nos ia levar!
 
Mais duas enormes linhas verticais paralelas, correspondentes ao alongado pescoço que sustentava uma cabeça com cabelos até aos ombros, umas pernas e o nossa caricatura estava a ganhar cada vez mais forma. Mas, faltava enriquecer ainda mais a nossa obra com os pequenos grandes pormenores e que faziam com que não se confundisse este professor com um qualquer ou desta cadeira tão interessante e motivadora. Camisola ás riscas, apagador na mão e quando íamos finalizar com o aparelho nos dentes, ouvimos uma voz irritada, talvez por não conseguir acalmar a audiência que continuava a produzir um ruído de fundo considerável, dizendo e passo a citar:
 
" - Vocês os dois! Mostrem lá esse papel.

Deu uns passos atrás, levantou o pedaço de papel bem em frente aos seus olhos e continuou...

Muito bem! A fazerem uma caricatura minha..."
 
Ao que eu respondi:
 
" - Não a estávamos a desenhar a si! Simplesmente já tínhamos resolvido o exercício há imenso tempo e agora em silêncio estávamos a desenhar, mas não a si!"

Guardou o papel em cima da secretária e continuou a aula. No final da mesma, resolvemos dirigir-nos à professora já que no fim disto tudo ela tinha ficado com a nossa obra d'arte e nós queríamos reavê-la! Foi quando a professora voltou a insistir:

" - Vocês têm jeito para o desenho! Até estou parecida."

Um pequeno reparo...

" - Mas não é a professora que está nesse desenho!"

Exclamei eu!

" - Vá lá, digam a verdade. Até tenho um apagador na mão e uma camisola de gola alta."

Correcção...

" - ´Não é um apagador, mas sim um telemóvel e não é camisola de gola alta, é mesmo um pescoço! E já agora professora, nós não estávamos com falta de atenção. Já tínhamos resolvido o problema e não estávamos a incomodar ninguém. Ao contrário do resto dos alunos que estavam a fazer muito barulho. Nós somos assíduos e chegamos sempre a horas, portanto não temos falta de interesse!"

Com toda esta argumentação, fiquei com a sensação que a senhora começou a sentir um pouco de remorsos e mais um pouco de conversa e já nos estaria a pedir desculpas...

Ah! Mas o que nós queríamos mesmo era o nosso desenho de volta e por isso mesmo a minha colega fez questão de lembrar a professora, que ele era nosso!

Por isso professora, se por algum acaso estiver a ler este post, fica aqui a confissão de que era mesmo você quem estava naquele desenho! Afinal de contas de tão fiel que estava não havia como esconder não é?
sinto-me: Cruel
música: Picture of You
publicado por Arroto Azul às 21:48
link do post | Arrotar | favorito
|
6 comentários:
De Estagiário Farmacêutico a 21 de Janeiro de 2007 às 23:34
A professora sabia reconhecer uma obra de arte! Ela queria ficar com o desenho para daqui a uns bons anos o poder vender e ficar com dinheiro suficiente para ir para um sitio tropical qualquer! =P
De Arroto Azul a 26 de Janeiro de 2007 às 10:05
Acho que não vai ter muita sorte! A minha vocação começou e acabou aí...
De Mikas a 24 de Janeiro de 2007 às 17:02
Isso já foi há muito tempo? lol
De Arroto Azul a 26 de Janeiro de 2007 às 10:07
Já foi há uns anitos valentes! É que parecendo que não já estou a ficar cota...
De Mikas a 7 de Fevereiro de 2007 às 20:57
Oh cais cota cais k..... a juventude ta na alma
De y_lune a 16 de Fevereiro de 2007 às 22:58
Foi sem dúvida com mt gosto q [re]vi teu olhar em meu espaço, 'amigo azul'!

Nem sempre as aulas são interessantes, apenas o/a professor[a] poderá torná-las... vai da empatia e 'paixão'!

Espero q tudo esteja bem contigo! Já 'cota'?! Quem diria :)

Arrotar post

.Mais sobre mim

.pesquisar

 

.Arrotos recentes

. As leituras de Arroto Azu...

. A TODOS...

. Curso de Formação Inicial...

. Vende-se!

. Parabéns (atrasados)!

. Tens Muito Que Aprender

. Momentos

. 22 de Março - Dia Mundial...

. Pára Tudo!

. Actores Brilhantes?

.Arquivos

.Arrotos Amigos

A Mona Lisa Tinha Gases

Algures no Ribatejo

A Vidinha de Uma Gaja

Diário da Ni

Diários de Bordo

Caroxinha Perdida

Cheirinho a Alfazema

DragonGirl

Grupo Flamingo

Gatafunhos

Ideias Nulas

Mar e Areia

Palpites e Tal

Ritmos Presos

Salpicos de Luz

Suspeitas

Simplesmente Meu...

Tem Dias

The Puzzle of My Life

Teia d'Aranha

.O Meu Selo




Creative Commons License
O conteúdo deste blog está protegido por uma Licença Creative Commons.
Free Guestbooks by Bravenet.com View my Guestbook
Free Guestbooks by Bravenet.com
blogs SAPO

.subscrever feeds