Terça-feira, 6 de Novembro de 2007

P.I.B.

Setúbal , terminal dos autocarros...

Faltavam 15 minutos para a partida do autocarro, ainda não sabia qual dos que estavam ali parados iria ser. Estava com vontade para ir verter as minhas águas, devia tê-lo feito antes de ter saído da escola. Agora nem sequer me arriscaria a ir experimentar a casa de banho ali do recinto!

Mas pior que estar à rasca para fazer uma mija é controlar essa vontade, ao mesmo tempo que controlava a fome que começava a apertar... ah claro e pior que tudo isso é ter de fazê-lo de pé! Por isso mesmo, sentei-me numa das cadeirinhas...

Sem saber muito bem de onde, surge um bacano ", estatura média, cerca de 40 anos, boné na cabeça, mochila numa das mãos, cigarro na outra... coloca o cigarro na boca, semicerra o olho, estende a mão e cumprimenta-me:

- Tás Bacano ?

- Tá tudo bem! - exclamei eu ainda surpreso.

Deu mais um passo à minha frente e mesmo antes de se sentar na cadeira mesmo ao meu lado pergunta, sempre educado:

- Posso?

O que poderia eu responder? Não, não se pode sentar num banco que se destina a quem espera por um autocarro!!

- Claro, força! - Respondi eu, já a antever que os 15 minutos de espera seriam muuuuuuuuuuito looooooooooooooooooongos ...

- Sabes... é que eu preciso de conversar! - disse ele num tom de desabafo.

Naquele momento, apercebi-me que o que ele estava a precisar mesmo era de se ir deitar e esperar que a moca passasse! O bafo a vinhaça que tinha acabado de ser expelido pelas suas entranhas e um ligeiro arrastar da voz, não enganava!

- Fumas? - Disse, dando mais uma passa.

- Não! - disse eu, firme, esperando que ele não me quisesse vender coisa alguma! Não é por nada, apenas porque não tinha dinheiro comigo...

- Boa! - ao mesmo tempo que esticou o polegar e continuou...
- Nem nunca fumaste?!

- Não preciso disso!

Como é que eu estava a adivinhar o que ele iria dizer a seguir...

- Eu também não preciso! Estava ali na conversa... bergewrsoifdgsldfgsdfg ... duas passas... asdftsetydfhjdçoftylfgjhpdf

Não consegui perceber muito bem o que disse...

Mas continuou...

- Sabes, é que eu sou do tempo em que trouxeram muita erva para cá... mas depois deixei-me disso. Fui para a marinha, 2 anos. Lá tínhamos regras, havia hora de recolher... sdlfjaeitsghnslietlnbpsdrgs ... ah e tal, trabalhei na auto Europa , ganhava bem, naquele tempo estás a ver, estamos a falar de 1900 e tal (já não me recordo ao certo)... a empresa gerava 2% do PIB nacional... sabes o que é o PIB não sabes?? apesar de eu dizer que sim ele teve de descodificar a sigla.

Eu limitava-me a concordar, dizendo que tinham de cumprir, senão por causa dum pagavam todos e que realmente era muito dinheiro...

Pausa...

Não muito longa.

- És pouco boa és! - Babou ele olhando para duas senhoras que haviam parado em frente a nós!

- Para ti já não, mas para mim é boa!! Tem estrelinhas no rabo! (referindo-se a uns brilhantes que as calças tinham)

- É para brilhar no escuro! - disse eu já pensando que aquela situação daria uma boa história para contar no blog...

Ele deve ter achado estranho como é que eu sabia que as estrelinhas brilhavam no escuro e perguntou:

- É tua namorada?!

Não meu amigo, eu não fui para a cama com esta senhora, deduzi apenas que as estrelinhas eram capazes de ter essa propriedade!

Mas temas de assunto eram o que não faltava e começou a questinonar-me sobre que estilos musicais ouvia e gostava...

Aproveitei para  colocar a mochila às costas, e nessa altura ele deve ter-se apercebido que tinha um autocarro para apanhar, perguntou-me se o autocarro que estava em frente a nós era para cacilhas ! Foi quando eu tive a certeza que estávamos ambos à espera do mesmo autocarro.

Não era aquele. Levantou-se muito rapidamente, perguntou a um dos motoristas que ali se encontrava qual era e entrou no autocarro mesmo ao lado. Foi-se embora e nem se despediu... parecia que estava a adivinhar que também eu iria seguir o mesmo destino!

Esperei um pouco e entrei... viu-me, fez-me logo sinal e chamou-me! Convidou-me a sentar num dos bancos ao lado do seu. Mas eu sou fiel ao meu lugar e disse que ficava mesmo por ali, na terceira fila. Sentei-me, coloquei a mochila no banco ao lado do meu e enquanto preparava o mp3 , ouço...

- Oooi !

Não liguei, podia ser que passasse!

- Oooi !

O tema da música não se tinha esgotado e voltou à carga!

- De 0 a 10 quanto é que dás aos "Di Wisél "?

- E de Valete? Esse é só erva!

Enfim... aproveitei os segundos de silêncio que se fizeram e lá consegui colocar os phones !


Não voltei a ouvir mais uma palavra do senhor... saí no Laranjeiro, ele seguiu viagem!

Talvez um dia destes continuemos a conversa...
música: In The Navy
publicado por Arroto Azul às 18:45
link do post | Arrotar | favorito
|
19 comentários:
De catia a 6 de Novembro de 2007 às 22:03
Gostei da parte das estrelinhas, sempre pensei que aquilo fosse aplicações fashion para as calças, mas afinal tem uma segunda funcionalidade.
Quem andar comigo, vai andar sempre ás cegas, as minhas calças não têm estrelinhas, por isso, não brilham no escuro...
De Arroto Azul a 7 de Novembro de 2007 às 11:49
Pois acho que fazes muito bem... assim só quem está contigo é que sabe onde andas! Não vá aparecer um senhor que queira conversa!
De webi a 6 de Novembro de 2007 às 22:48
tou a ver k ganhaste mais um amigo....assim jah n vais sozinho no autocarro ;)
De Arroto Azul a 7 de Novembro de 2007 às 11:50
Ainda por cima não estava para conversas... É aqui que se aplica aquele velho ditado, vale mais só que mal acompanhado!!
De Ana_v a 7 de Novembro de 2007 às 18:00
LOOOOOL
Grande seca que apanhaste. O cota estava era com uma valente moca. Apanha-se com cada um nos transportes... O que uma pessoa sofre
De Arroto Azul a 8 de Novembro de 2007 às 18:40
Acredita que é sofrer mesmo... estava eu ali tão sossegadinho a ter o meu momento de reflexão e tungas! Eu até percebo que ele quisesse conversar, mas sinceramente eu não tinha vontade nenhuma. Ainda por cima não conhecia o senhor de lado nenhum e é preciso ter muito cuidado com as intenções alheias!!

De palpites_e_tal a 7 de Novembro de 2007 às 20:01
grande seca!! Eu já me tinha enfiado no primeiro autocarro que passasse ...
De Arroto Azul a 8 de Novembro de 2007 às 18:42
Depois demorava muito tempo a chegar a casa... o que me valeu foi que faltava pouco tempo para seguir viagem. É por causa destas que quando chego algum tempo antes da hora vou dar uma volta pela baixa de Setúbal! Não é que haja muito para ver, mas sempre ajuda a passar o tempo...

Escolhe outro!
De A Mona Lisa tinha Gases a 7 de Novembro de 2007 às 20:52
Bem, aqui há uns tempos atrás apanhei um desses mas já dentro do autocarro. Foi meia hora de cortar os pulsos! E eu só pensava: "Porque é que não consigo ser mal educada?!
No meio daquilo tudo o homem até me disse qual era a substância que estava a deixá-lo tão conversador! Jazus! O que aquilo me custou! E repetia sempre:"Serenal, nem faz bem nem faz mal!" AHHHHH!
De Arroto Azul a 8 de Novembro de 2007 às 18:46
Também não convém ser muito agressivo para estas pessoas pois não sabemos qual será a sua reacção. Por isso, o melhor mesmo é não dar muita conversa... e assim que pudermos damos à sola! Assim de mansinho...

Esse teu novo amigo é um poeta!
De shadows in love a 8 de Novembro de 2007 às 11:15
Pensa pela positiva... esqueceste que estavas à rasquinha não esqueceste??? Ainal o tipo ainda te deu umas dicas sob o PIB e tal e coisa...
De Arroto Azul a 8 de Novembro de 2007 às 18:47
Acho que ainda fiquei foi com mais vontade...
De conversascommeupai a 8 de Novembro de 2007 às 12:25
Antes demais os meus parabéns (atrasados)
Tentem olhar por outra prespectiva:
O senhor só queria um pouco de companhia, conversar um pouquito! Era um chato de primeira, mas fizeste a boa acção do dia, ouviste-o!
De Arroto Azul a 8 de Novembro de 2007 às 18:50
Obrigado!

O problema é que muitas das vezes as intenções não são as melhores e nós não conseguimos distinguir isso desde o início! Hoje em dia é preciso ter sempre a pestana muito bem aberta...
De aminhavidanaodavaumfilme a 8 de Novembro de 2007 às 14:08
Bonita situação, o homem nem à mau de todo, podia ter-te saído um bem pior.
Espero que o encontres mais vezes, e ele passa a ser o teu amigo da paragem.
De Arroto Azul a 8 de Novembro de 2007 às 18:51
Obrigadinho! LOL!

Acho que prefiro continuar a seguir sozinho o meu caminho...
De Lil a 8 de Novembro de 2007 às 18:34
:) que rica viagem!! e entao como sabias que as estrelinhas brilham no escuro? ehehe
bjus
De Arroto Azul a 8 de Novembro de 2007 às 18:53
Foi uma viagem para... mais tarde recordar!

Quanto às estrelinhas, tenho um dedinho que adivinha!

De Mia a 9 de Novembro de 2007 às 21:31
Olá!!! :):):)

Notícia de ultima hora:

Tens um miminho no meu blog :P:P

Bjokinhas

Arrotar post

.Mais sobre mim

.pesquisar

 

.Arrotos recentes

. As leituras de Arroto Azu...

. A TODOS...

. Curso de Formação Inicial...

. Vende-se!

. Parabéns (atrasados)!

. Tens Muito Que Aprender

. Momentos

. 22 de Março - Dia Mundial...

. Pára Tudo!

. Actores Brilhantes?

.Arquivos

.Arrotos Amigos

A Mona Lisa Tinha Gases

Algures no Ribatejo

A Vidinha de Uma Gaja

Diário da Ni

Diários de Bordo

Caroxinha Perdida

Cheirinho a Alfazema

DragonGirl

Grupo Flamingo

Gatafunhos

Ideias Nulas

Mar e Areia

Palpites e Tal

Ritmos Presos

Salpicos de Luz

Suspeitas

Simplesmente Meu...

Tem Dias

The Puzzle of My Life

Teia d'Aranha

.O Meu Selo




Creative Commons License
O conteúdo deste blog está protegido por uma Licença Creative Commons.
Free Guestbooks by Bravenet.com View my Guestbook
Free Guestbooks by Bravenet.com
blogs SAPO

.subscrever feeds