Quinta-feira, 8 de Novembro de 2007

Saudades...


É como se nunca tivesses partido... e todos os dias ao chegar da escola e antes de me ir deitar vos continuo a ir dar aquele beijinho!

Na sala vejo-te todos os dias, junto da Avó, a ver as noticias, a seguir as longas etapas de ciclismo e a torcer pelos teus jogadores de ténis favoritos. Continuo a vibrar ao teu lado sempre que vemos o nosso Glorioso e a Nossa Selecção  a jogar... a dar-te "mais cinco" sempre que marcamos um golo!

Continuo a dar aquela gargalhada e a suspirar daquela maneira tão característica, que dávamos por brincadeira, esperando pelo retorno... consigo ouvi-lo, como se estivesses em frente a mim, feliz por nos teres a teu lado!

Consigo ver a felicidade no teu rosto sempre que nos davas uma pequena lembrança, um bolo, um gelado... não querias que nada nos faltasse. E nunca faltou... continua a não faltar porque continuamos todos unidos!

Começavam a jantar e lá estava eu, esperando que me desses "um pisquinho", para me abrir o apetite.

As histórias relatadas vezes sem conta, que na altura já sabia de cor e que hoje ainda continuamos a recordar, gostava de voltá-las a ouvir. Novamente contadas por ti, com o entusiasmo com que contavas como se fosse a primeira vez.

Os abraços, as palavras amigas, os incentivos, a alegria de veres os nossos objectivos concretizados... sinto falta!

Orgulho-me de ti e de nunca teres deixado de viver com toda essa alegria, boa disposição e força, mesmo quando estas já te tinham abandonado!

Seriam 76 anos desse lindo sorriso... de um olhar profundo, doce e brilhante que eu continuo a ver todos os dias no meu pensamento!

Parabéns...

sinto-me: Com Saudades...
publicado por Arroto Azul às 20:26
link do post | Arrotar | favorito
|
30 comentários:
De Inês a 9 de Novembro de 2007 às 01:21
Custa tanto... Mas confortam as boas lembranças... Também quero ser assim recordada... Parabéns ao Avô...
De Arroto Azul a 11 de Novembro de 2007 às 11:04
É assim que devemos recordá-los... por todas as coisas boas!

Obrigado.
De Lil a 9 de Novembro de 2007 às 11:10
sem palavras...
bjus
De Arroto Azul a 11 de Novembro de 2007 às 11:05
Obrigado.
De naki a 9 de Novembro de 2007 às 11:13
Confesso que quando li este post não consegui conter as lágrimas. Tive o prazer de o conhecer. Era uma pessoa muito especial, sempre sorridente, bem disposta, cheio de força e carinhoso. Admirava-o muito. Também fiquei com saudades. Parabéns
De Arroto Azul a 11 de Novembro de 2007 às 11:07
Descreveste-o muito bem...

Obrigado por essas palavras!
De conversascommeupai a 9 de Novembro de 2007 às 12:41
O importante é nunca esquecer a importância dos bons momentos que proporcionou na tua vida. Sentimos que dentro de nós essa pessoa está sempre viva!
Parabéns ao avô.
Bjinhos
De Arroto Azul a 11 de Novembro de 2007 às 11:11
Sem dúvida! As pessoas de que gostamos e estimamos nunca devem morrer dentro de nós... ao recordá-las, falando ou escrevendo sobre elas estamos a fazer com que continuem bem vivas.

Obrigado.
De Ana_v a 9 de Novembro de 2007 às 16:35
Já me fizeste abrir a torneira.
Dói perder
Bjs
De Arroto Azul a 11 de Novembro de 2007 às 11:13
Faz bem recordar apesar dos efeitos secundários que nos possa trazer... mesmo quando a torneira se abre!

Obrigado pelo comentário...

De webi a 9 de Novembro de 2007 às 20:12
kdo li este teu post...até me arrepiei...e euh k nunca xeguei a conhecer os meus avôs...agora ficam as lembranças, recordações e historias que passarás aos teus netinhos ;)
De Arroto Azul a 11 de Novembro de 2007 às 11:17
É pena não teres conhecido os teus avós... eles transmitem-nos e ensinam-nos muita coisa!

O facto de não os teres conhecido talvez faça, um dia, cumprires o teu papel como avó ainda melhor
De catia a 11 de Novembro de 2007 às 14:58
A coisa que mais tenho pena foi de nunca ter conhecido os meus avós paternos. Sinto como se os conhecesse, pelas histórias que o meu pai me conta e que mantém a alma de ambos viva, mas posso dizer que nunca tive o privilégio de sentir o amor deles.
Um bonito post que mexe com qualquer um (tive que me conter para não verter uma lagrimazita em plena aula).

PS. Lindos olhos os do teu avó, de um azul profundo, de facto.
De Arroto Azul a 11 de Novembro de 2007 às 19:02
Realmente a melhor forma de manter vivas as pessoas que já nos deixaram é mesmo continuarmos a falar delas! Ainda bem que o teu pai o faz...

Obrigado...
De A Mona Lisa tinha Gases a 11 de Novembro de 2007 às 22:17
Muito bom post, Arroto! Conseguiu tocar-me!
De Arroto Azul a 7 de Dezembro de 2007 às 14:57
Obrigado pelas tuas palavras...
De palavrasnosilencio a 12 de Novembro de 2007 às 10:01
Bom dia Arroto,
Chorei ao ler o teu post. Sabes, estou numa fase muito complicada em que sei que tambem eu vou perder o meu avô e não sei, tento todos os dias preparar-me e não consigo, não me conformo.
Amo os meus avós e sempre temi a sua perda, desde muito pequena, talvez porque os ame tanto! Admiro tudo o que foram, tudo o que nos ensinaram, os filhos que criaram, os netos que educaram, o seu carinho, conforto, os abraços e os beijos....
Tenho vontade que o tempo pare para que ele não tenha de partir mas, ele está doente e eu estarei a ser eguista, não quero que ele sofra, mas, tambem não quero que parta.....
Sei que um dia, todos os dias o vou recordar assim, da mesma forma como tu recordas o teu...
Foram sem duvida, os nossos melhores professores!
Desculpa o desabafo mas, obrigado pela tua demonstração de coragem! Espero tê-la também eu no momento certo mas, dúvido!
Beijinhos.
De Arroto Azul a 7 de Dezembro de 2007 às 15:06
Não tens de pedir desculpa pelo desabafo... afinal de contas estes nossos cantinhos servem exactamente para isso...

Sei que estás a passar por uma situação complicada... por experiência própria sei que não é fácil de lidar com estas situações. É preciso ter muita força e continuar a falar e a agir de modo a sentirmos essa pessoa sempre perto de nós... não a podemos deixar no esquecimento!

Força!
De shadows in love a 14 de Novembro de 2007 às 12:12
É assim que eu tb me lembro do meu avô... bonita lembrança... que fica para sempre no nosso coração!!!
De Arroto Azul a 7 de Dezembro de 2007 às 15:08
Acho que recordá-los é a melhor forma de os mantermos junto a nós!

Obrigado pelas tuas palavras...

Arrotar post

.Mais sobre mim

.pesquisar

 

.Arrotos recentes

. As leituras de Arroto Azu...

. A TODOS...

. Curso de Formação Inicial...

. Vende-se!

. Parabéns (atrasados)!

. Tens Muito Que Aprender

. Momentos

. 22 de Março - Dia Mundial...

. Pára Tudo!

. Actores Brilhantes?

.Arquivos

.Arrotos Amigos

A Mona Lisa Tinha Gases

Algures no Ribatejo

A Vidinha de Uma Gaja

Diário da Ni

Diários de Bordo

Caroxinha Perdida

Cheirinho a Alfazema

DragonGirl

Grupo Flamingo

Gatafunhos

Ideias Nulas

Mar e Areia

Palpites e Tal

Ritmos Presos

Salpicos de Luz

Suspeitas

Simplesmente Meu...

Tem Dias

The Puzzle of My Life

Teia d'Aranha

.O Meu Selo




Creative Commons License
O conteúdo deste blog está protegido por uma Licença Creative Commons.
Free Guestbooks by Bravenet.com View my Guestbook
Free Guestbooks by Bravenet.com
blogs SAPO

.subscrever feeds