Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008

Fiambre...

Contrastando com dias anteriores, o de hoje começou bem cedo...

Seis e vinte cinco da manhã, despertador a tocar. Não dormi muito bem durante a noite por causa da almofada. Digamos que não consegui proporcionar uma simbiose perfeita entre o pescoço e a almofada! Apesar disso acordei bem disposto e com muita energia...

O porquê de acordar tão cedo se estou a gozar umas belas semaninhas de férias? Ora, para acompanhar a donzela Xamakita no seus afazeres agendados para o dia de hoje...

Rolámos então a direcção a Lisboa. Alguns metros depois, ao passar por uma Escola Secundária aqui perto de casa vejo a primeira manifestação de amor em dia de São Valentim, que confesso ser um dia que não me impressiona especialmente... Ainda assim gostei de ver. Um rapaz, de mochila às costas, com a ajuda de um colega pendurava no gradeamento à entrada da Escola uma faixa que dizia: "ADORO-TE RENATA".

Com muito menos trânsito que o habitual, a viagem decorreu sem sobressaltos. Chegamos a Lisboa e antes de irmos aos Correios era prioridade alimentar a nossa barriguinha que já começava a pedir atenção! Nós a chegar à padaria e o pãozinho fresquinho (ou será quentinho?) a chegar também. Só faltava mesmo o fiambre para acompanhar. O supermercado ainda não estava aberto, por isso fomos até à café/pastelaria comprar. Os empregados da casa são personagens muito curiosas e já bem conhecidas de Xamakita . Entrámos,  quem estava ao balcão era um senhor de meia idade, baixo, de bigode e à primeira vista um senhor simpático!

Lentamente saiu de trás do seu balcão em forma de "U" e dirigiu-se a umas das mesas entregando dinheiro a uma das clientes e pedindo desculpa de algo que não me apercebi.  Entretanto entra outro cliente, que se sentou ao balcão, mesmo atrás de nós. O empregado ao regressar atende imediatamente o seu pedido! Ao apercebermo-nos da situação e antes que chegasse mais algum cliente que fosse atendido antes de nós, Xamakita dirigiu-se ao senhor chamando-o pelo nome. Para meu espanto nem pestanejou, continuou no seu passo lento, deu conta que estávamos na outra ponta e lá veio ter connosco.

- Ora então bom dia! O que vai ser?

- Bom dia! Queremos umas fatias de fiambre. Corte fininhas se faz favor. - Respondeu Xamakita .

- O quê? -  questionou o empregado.

Não percebemos aquele "o quê"! Então Xamakita questionou:

- Então queremos fiambre normal, do que costumo levar. Ou tem mais variedades de fiambre?! É o normal reforçou...

- Não! "O quê", são 100 gramas, 200 gramas , 300 gramas ? Preciso de saber! - Respondeu com ar de quem tinha empregue bem o pronome interrogativo e de que nós éramos muito tapadinhos.

Não me consegui conter...

- Isso não é "o quê" é "quanto"!

Fazendo ouvidos de mercador, continuou dizendo que precisava de saber o que era e blá blá blá ..

Dissemos então para ir cortando, que quando estivesse na quantidade certa nós dizíamos. Mas, que cortasse fatias fininhas!

Primeira fatia. Pouco menos de um centímetro. Parecia um bife. Aliás já os vi mais fininhos que aquilo.

- Desculpe mas eu disse fatias fininhas. Isso assim está muito grosso.

Xamakita chamou à atenção.

Quer fininhas!!! Ajustou a máquina . Voltou a cortar... igual! Talvez menos um milímetro. Já eram dois bifes. Toca de meter no papel para levarmos para casa.

Nesse preciso momento e quando já estávamos a dizer que tínhamos pedido fatias fininhas e que aquelas não íamos levar, aparece o dono do café, também ele conhecido. Cumprimenta-nos, olha para as nossas caras incrédulas, olha para o fiambre e pergunta com ar espantado:

- Isto são fatias de fiambre que se apresentem? Sai lá daí...

É fiambre... Fiambre é fiambre!!! - Respondeu o empregado.

Continuou o dono...

- Há tantos anos aqui e não fazes nada de jeito!

É fiambre... Fiambre é fiambre! -  Voltou a repetir.

O dono lá cortou as fatias fininhas, enquanto continuava a dar na cabeça do seu empregado, chegando mesmo a dizer que levava era com o fiambre na cara...

Já guarnecidos, fomos então até casa saciar a nossa fome matinal.

O dia não estava assim a correr da maneira mais calma e as coisas não pareciam ter tendência a melhorar. A seguir à ida aos correios tivemos de esperar duas horas após a hora marcada, para que fossemos atendidos numa consulta no médico de família!

É inadmissível!

Seguiu-se então o Centro de Emprego. Empregados que dizem: "Oh enganei-me vou ter de começar tudo outra vez!". Pouco mais há a salientar.

Almoço.

Para compensar esta manhã atribulada, a tarde reservou-nos um gelado tamanho JUMBO , três sabores, Sol, um passeio pela praia e um olhar tranquilo sobre o mar...
sinto-me:
publicado por Arroto Azul às 16:57
link do post | Arrotar | favorito
|
17 comentários:
De catia a 14 de Fevereiro de 2008 às 19:30
Sabes o que é que te digo? Apesar de não ter começado da melhor maneira, pelo menos, terminou bastante bem. E u não ligo a este dia e a tantos outros pela sua vertente comercial, mas com as saudades que tenho daquele que me preenche o coração, quem me dera ter assim um final de dia!
De Arroto Azul a 15 de Fevereiro de 2008 às 10:29
Sem dúvida alguma... o dia estava difícil de arrancar como deve de ser mas terminou muito bem!

Quanto ao resto compreendo-te perfeitamente... se estivermos juntos de quem nos preenche o coração podemos fazer deste qualquer um dos outros dias...
De Teia d´Aranha a 15 de Fevereiro de 2008 às 00:27
Não ligo nada ao chamado Dia dos Namorados... Confesso que até me enjoa um bocadão! Já fiambre fininho e gelados de tamanho XXL... isso é que é!
See you...
De Arroto Azul a 15 de Fevereiro de 2008 às 10:33
Ora aí está o que se chama estar de acordo!! Haja fiambre e gelado!

O dia dos namorados fazemos nós sempre que nos apetecer...
De Lil a 15 de Fevereiro de 2008 às 10:20
Fiambre é fiambre!! :)
De Arroto Azul a 15 de Fevereiro de 2008 às 10:33
É FIAMBRE!
De Kai a 15 de Fevereiro de 2008 às 13:21
Esse café parece saido do que está ao lado da minha faculdade, só que ao contrário. O patrão é que é Kim, o empregado, coitado, que o ature!
De Arroto Azul a 23 de Fevereiro de 2008 às 11:35
Acho que é regra... têm de existir empregados assim de se "x" em "x" metros!!
De A Mona Lisa tinha Gases a 15 de Fevereiro de 2008 às 20:43
Friambre é fiambre! Claro que sim, já filetes de fiambre não são bem fiambre! LOL
De Arroto Azul a 23 de Fevereiro de 2008 às 11:36
Parecia um naco para assar na pedra!!!

De aminhavidanaodavaumfilme a 15 de Fevereiro de 2008 às 21:56
Abrias o bife de fiambre a meio, punhas queijo e grelhavas. Bem bom!
Mas há gente assim, há de tudo
De Arroto Azul a 23 de Fevereiro de 2008 às 11:37
Era tipo uma sandes de queijo em que o pão era o fiambre!! Hmmm ... acho que seria enjoativo!
De Mia a 16 de Fevereiro de 2008 às 18:41
Há dias que nem com a melhor disposição ficam a nosso favor... irra!!! E aquele empregado deve ganhar à comissão...só pode!! Empregado meu, ou aprendia .. ou ia dar uma voltinha... bem longe :P
Bjokinhas
De Arroto Azul a 23 de Fevereiro de 2008 às 11:39
Realmente, não percebo como se pode suportar um empregado assim. Errar todos erramos, não saber e não querer assumir o erro é que é pior!

Mas pronto, este empregado é uma daquelas personagens... e agora é estrela de blog!
De Amarino. a 20 de Fevereiro de 2008 às 12:07
Já vi (e cheirei) arrotos amarelos, verdes, rosas, laranjas, mas azuis?? Parece-me um arroto pacífico, que não arde no esófago, mas sim no nariz dos outros.
De Arroto Azul a 23 de Fevereiro de 2008 às 11:40
É um Arroto boa onda
De sAndRa a 23 de Fevereiro de 2008 às 18:57
existem funcionarios que apesar dos anos de trabalho nao evoluem nadinha. Quem nao dá mais, mais vale estar em casa.


beiju

Arrotar post

.Mais sobre mim

.pesquisar

 

.Arrotos recentes

. As leituras de Arroto Azu...

. A TODOS...

. Curso de Formação Inicial...

. Vende-se!

. Parabéns (atrasados)!

. Tens Muito Que Aprender

. Momentos

. 22 de Março - Dia Mundial...

. Pára Tudo!

. Actores Brilhantes?

.Arquivos

.Arrotos Amigos

A Mona Lisa Tinha Gases

Algures no Ribatejo

A Vidinha de Uma Gaja

Diário da Ni

Diários de Bordo

Caroxinha Perdida

Cheirinho a Alfazema

DragonGirl

Grupo Flamingo

Gatafunhos

Ideias Nulas

Mar e Areia

Palpites e Tal

Ritmos Presos

Salpicos de Luz

Suspeitas

Simplesmente Meu...

Tem Dias

The Puzzle of My Life

Teia d'Aranha

.O Meu Selo




Creative Commons License
O conteúdo deste blog está protegido por uma Licença Creative Commons.
Free Guestbooks by Bravenet.com View my Guestbook
Free Guestbooks by Bravenet.com
blogs SAPO

.subscrever feeds