Terça-feira, 25 de Julho de 2006

Reflexo do Olhar

Breves segundos podem fazer toda a diferença… depende da forma como se revela.

Por vezes tímido e sereno, mas ao mesmo tempo atrevido e brilhante, cerrado, fixante… O Amor, uma Amizade podem começar nesse instante… demonstra o que sentimos, o que queremos e desejamos. Um sonho de uma vida, um desejo escondido, a certeza de que algo mudaria no nosso mundo, se do outro lado esse brilho fosse retribuído. É como se ganhasse voz e dissesse o que sentimos sem serem necessárias todas aquelas palavras que, tantas vezes, já nos traíram…
 
Por outro lado pode ser enganador, traiçoeiro… Será mal interpretado e acabamos por nos magoar, ou magoar alguém, tal e qual como quando é intenso e frio, acabando de uma vez por todas com algo… deixa-nos de rastos.   

Carinhoso e meigo, alimentando cada vez mais aquilo que sentimos, dando inicio a uma nova vida. A sua cumplicidade permite-nos falar sem sermos ouvidos!

Pode também ser o ultimo…

Olhei-te nos olhos, sem saber que era a última vez. A esperança não me queria deixar acreditar nisso… O azul que nunca esquecerei, reflectiu toda a força demonstrada! Nele, estava presente todo o sofrimento guardado durante tantas semanas, em que não se ouviu um único suspiro de dor! A história de uma vida, peripécias tantas vezes recordadas com um sorriso nos lábios. Momentos que passámos, alegrias partilhadas e dificuldades ultrapassadas. Esta foi a última… os nossos olhares cruzaram-se um último instante, um pouco a medo como que a querer preservar um reflexo bem mais feliz do que o daquele momento… Não mais voltei a ver esse teu brilho, essa cor serena de mar… foi doloroso ver-te partir. Os meus olhos não estavam preparados para o que veriam a seguir… Mesmo sem querer, não me consegui conter… a nitidez do meu olhar deu lugar ao turvo de um mar bravo.

Por muito que volte a procurar nunca encontrarei nenhum igual… é parte de nós e revela aquilo que nós somos ou fomos um dia. É único e especial!
publicado por Arroto Azul às 00:00
link do post | Arrotar | favorito
|
1 comentário:
De xamakita a 13 de Setembro de 2006 às 17:17
Estou a ouvir a chuva a cair na terra que agora emana aquele aroma a terra molhada..e estou a lembrar-me da última vez que pensei que akele olhar seria único e o último..Mas foram as boas recordações que prevaleceram do meio do mar cinzento que chegou sem avisar..A vida é mesmo assim, cheia de olhares que nos marcam e nos deixam a esperança de um dia voltar a ter aquele brilho característico de quando estamos felizes. Parabéns por este artigo fantástico que me fez viajar no tempo e acreditar que tudo acontece por alguma razão.. Beijinhos

Arrotar post

.Mais sobre mim

.pesquisar

 

.Arrotos recentes

. As leituras de Arroto Azu...

. A TODOS...

. Curso de Formação Inicial...

. Vende-se!

. Parabéns (atrasados)!

. Tens Muito Que Aprender

. Momentos

. 22 de Março - Dia Mundial...

. Pára Tudo!

. Actores Brilhantes?

.Arquivos

.Arrotos Amigos

A Mona Lisa Tinha Gases

Algures no Ribatejo

A Vidinha de Uma Gaja

Diário da Ni

Diários de Bordo

Caroxinha Perdida

Cheirinho a Alfazema

DragonGirl

Grupo Flamingo

Gatafunhos

Ideias Nulas

Mar e Areia

Palpites e Tal

Ritmos Presos

Salpicos de Luz

Suspeitas

Simplesmente Meu...

Tem Dias

The Puzzle of My Life

Teia d'Aranha

.O Meu Selo




Creative Commons License
O conteúdo deste blog está protegido por uma Licença Creative Commons.
Free Guestbooks by Bravenet.com View my Guestbook
Free Guestbooks by Bravenet.com
blogs SAPO

.subscrever feeds