Sábado, 25 de Novembro de 2006

Magusto 2006

Como já vem sendo hábito, por esta altura o troop Ritmos Presos e seus familiares reúnem para festejar esse santo muito maluco que foi o Martinho. Reza a história que S. Martinho se empanturrava em castanhas, até o seu corpo não suster dentro de si nem mais um grama de gás metano, e se encharcava em água pé de tal modo que teve de ser salvo várias vezes para não morrer afogado dentro do tanque!

Este ano não foi excepção e no passado Sábado lá nos reunimos no terreno d'El Comandante onde passámos um dia bastante animado.

A chuva ainda ameaçou estragar o nosso magusto, mas o dia iria aguentar-se sem que tivéssemos de vir fazer o magusto para casa.

Enquanto o almoço, um belo arrozinho de polvo, era preparado por Avó Zinha, Puto Maravilha e o seu avô babado regressavam de um passeio que tinham dado para lhes abrir o apetite.



A hora da refeição é uma hora sagrada e por isso mesmo não há registos fotográficos da mesma. Mas, acreditem se quiserem, El Comandante serviu os convidados com uma grande pratalhada de comer que nos deixou saciados durante imenso tempo... quer dizer, pelo menos até chegarmos ao café e pedirmos um gelado para ajudar a fazer a digestão que já levava bem mais de meia hora de avanço!

E assim,
devagarinho por causa do reumático, lá o pessoal se fez ao caminho.



Já na esplanada do café, depois da malta ter tomado a sua droga à base de cafeína e de outros já terem devorado o seu gelado enquanto lhes era dado ensinamentos acerca de bons hábitos alimentares por um senhor que enquanto falava parecia ter qualquer coisa a arder dentro dele, mas vai-se a ver era só fumo do tabaco (para mais informações acerca dos membros pertencentes a esta classe social consultar o post Tipo, é tipo: Fumador publicado por Tio Neon há uns dias atrás), as conversas eram variadas e cheias de animação à volta da mesa.

Eis que surge o tão esperado momento, em que os progenitores dos simpáticos, especiais e bonitos autores deste blog fazem a dona do café ganhar o dia, comprando tudo o que é raspadinhas, tentando compensar a sorte que não haviam tido na noite anterior quando as bolas do Euro Milhões andaram à roda.



Escusado será dizer que os poucos euros que foram ganhos, gastaram-se novamente em mais raspadinhas sendo que o saldo final, para variar foi negativo. Mas como se costuma dizer e passo a citar: "O importante é participar!"

Mas como a vida não é só feita de momentos de descontracção, voltámos todos ao terreno para acabar de arrumar e limpar a mesa do almoço (confesso que não mexi uma palha e que assim que lá cheguei me sentei numa das cadeirinhas a descansar, já que a caminhada me tinha dado uma moleza extrema).

Depois de tudo arrumado, de muita conversa e de um passeio a pé pela zona, com vista para o aterro sanitário do Seixal, estava na altura de começar a preparar o tão esperado magusto.




Aconchegaram-se as castanhas debaixo de um enorme manto de caruma e pegou-se-lhe fogo.

Todos assistiram com grande entusiasmo a este momento de grande tradição.




Enquanto isso, Tio Neon acompanhava-me na cobertura fotográfica daquele que terá sido um dos magustos mais animados de sempre, pois nesse dia até Big Beto saltou a fogueira.



Já não havia nada a fazer. As castanhas estavam destinadas a abafar debaixo de tanta agulha de pinheiro e dentro algum tempo estariam assadas e prontas a ser servidas.



Era altura de separar as castanhas das cinzas e colocá-las nas travessas...



No chão apenas ficaram as recordações em forma de cinza...




Confesso que foi um dos magustos mais entusiasmantes e excitantes de sempre! Pelo menos para os cotas. Pareciam que estavam loucos, ou então, pensando melhor foi o espírito de S. Martinho, já muito bêbado que encarnou em cada um deles.

Gritaram que se fartaram, apesar de estarem suficientemente perto uns dos outros conseguindo assim estabelecer uma conversa sem que para isso fosse necessário ultrapassar o limite de dB's permitidos por lei. Mas ultrapassaram!

Utilizaram as cinzas para se mascarrar uns aos outros e perturbaram o meio ambiente com tanta histeria que até intimidaram os cães de guarda das casas circundantes.

É claro que entre nós, que como se pode ver pela fotografia degustávamos efusivamente as castanhinhas (algumas delas até traziam brinde lá dentro... mais concretamente minhocas, uma das quais até provei e estava bastante estaladiça) combinámos que dado o estado da malta mais velha, para a próxima teríamos de os deixar ficar em casa.




Como comecei por dizer, foi uma tarde bem passada e que eu espero que se repita muitas mais vezes.



sinto-me: Com gases
publicado por Arroto Azul às 09:37
link do post | Arrotar | favorito
2 comentários:
De Estagiário Farmacêutico a 25 de Novembro de 2006 às 11:38
Bem, já estava a ver quando é que vinha outro arroto (um mes sem arrotos é uma eternidade!), mas desta vez parece-me que veio mais um gás :P
Epá, eu tambem gostava de fazer um passeio com vista para um qualquer aterro sanitário, era mesmo o sonho da minha vida lol
Quanto à pseudo histeria dos cotas, bem, talvez um dia a comunidade cientifica venha a provar que existe alguma substancia nas castanhas que afecte o sistema homonal e nervoso das pessoas com mais alguma idade, cof, experiencia digo (nao se va alguem ofender!)
E da próxima vez, evita trincar a minhoquita...coitadita :P
De Arroto Azul a 25 de Novembro de 2006 às 23:28
Infelizmente, a disponibilidade tem sido reduzida devido À faculdade e por isso mesmo não tenho "postado" tanto quanto queria...

Quanto ao tema talvez seja um interessante caso de estudos... esta histeria da meia idade!

Arrotar post

.Mais sobre mim

.pesquisar

 

.Arrotos recentes

. As leituras de Arroto Azu...

. A TODOS...

. Curso de Formação Inicial...

. Vende-se!

. Parabéns (atrasados)!

. Tens Muito Que Aprender

. Momentos

. 22 de Março - Dia Mundial...

. Pára Tudo!

. Actores Brilhantes?

.Arquivos

.Arrotos Amigos

A Mona Lisa Tinha Gases

Algures no Ribatejo

A Vidinha de Uma Gaja

Diário da Ni

Diários de Bordo

Caroxinha Perdida

Cheirinho a Alfazema

DragonGirl

Grupo Flamingo

Gatafunhos

Ideias Nulas

Mar e Areia

Palpites e Tal

Ritmos Presos

Salpicos de Luz

Suspeitas

Simplesmente Meu...

Tem Dias

The Puzzle of My Life

Teia d'Aranha

blogs SAPO

.subscrever feeds